Mulheres Casad

Milhares de mulheres casadas já pularam a cerca ou pensam seriamente em fazer isso no Brasil. Tão seriamente que se inscreveram nos três maiores sites de traição que atuam no país, The Ohhtel, Ashley Madison e Second Love. O objetivo dos serviços oferecidos por eles é ajudar pessoas a trair seus parceiros com pessoas que não sejam do mesmo meio social ou profissional – e assim, claro, não serem pegas.

Os sites pregam que muitos casamentos são salvos por uma ciscadinha no quintal alheio. A tese – e a propaganda – é que especialmente em relacionamentos em que o ritmo sexual dos envolvidos é diferente, mas nos quais existe amor, transar com outra pessoa seria a saída. Para não deixar pistas ou para tentar evitar envolvimentos emocionais, a solução é inscrever-se nos sites, pagar taxas e esperar o contato de pessoas que tenham a mesma intenção. E muitas mulheres casadas empolgaram-se com a proposta.Mulheres Casadas

A traição feminina, claro, não é fenômeno recente. Mas duas coisas são novidade: hoje as mulheres enfeitam mais a cabeça dos parceiros, e o fazem por motivos antes exclusivamente masculinos. Em 2003, uma pesquisa feita pela Universidade de São Paulo indicava que 22% das mulheres brasileiras já haviam traído. Em 2008, a mesma pesquisa mostrava que o número havia subido para 49,5%. Já no ano passado, em uma pesquisa feita pela VIP, 64% das mulheres admitiram ter traído – 42% com sexo e 22% só com beijos. E, se antigamente elas traíam por vingança ou carência, hoje também o fazem porque simplesmente estão a fim. Assim como os homens. Segundo Ana Canosa, colunista de sexo da VIP, as mulheres começaram a perceber que têm tantas oportunidades para trair quanto os homens. “Trabalhando fora, elas se encontram numa posição parecida com a deles, de ir viajar a trabalho, conhecer alguém, trair e nunca mais ver. Isso não existia antes.”

A traição já é algo tão comum que, para a psicanalista Regina Navarro Lins, autora do livro A Cama na Varanda, em 30 ou 40 anos as pessoas vão parar de ter casamentos tradicionais e procurar alguém de acordo com as suas afinidades. Elas terão, assim, um parceiro para o sexo, outro
para ser amigo, outro para ter filhos – e poderão viver em relações múltiplas. Segundo Regina, isso já acontece nas relações extraconjugais. Quando a mulher não está satisfeita com o sexo que o marido lhe oferece, ela procura outra pessoa, mas isso não significa necessariamente que ela queira largar o parceiro ou que ele não a faça feliz.

Nos sites de traição, a quantidade de mulheres casadas é muito superior à de solteiras (grupo em que se encaixam moças com namorados e as que não têm compromisso nenhum, mas procuram apenas sexo). No Ashley Madison, há 220 mil usuários brasileiros e 65% das 66 mil mulheres inscritas são casadas. O holandês Second Love tem mais de 100 mil usuários, dos quais 35 mil são mulheres, e 90% delas casadas. E o americano The Ohhtel tem 400 mil usuários e, das 139 mil mulheres inscritas, 82% são casadas. A maioria das casadas nos sites está com os seus parceiros há seis anos ou mais.

POR QUE AS MULHERES TRAEM?

Por vingança ou por estarem cansadas de dormir sempre com o mesmo cara, são vários os motivos de uma traição feminina. A VIP listou os mais relevantes para você ficar de olho no seu rMulheres Casadaselacionamento. E já avisamos: mulher é muito mais cuidadosa ao esconder provas da traição. Então, não adianta sair fuçando as coisas dela.

ESTÉTICA
Quando você a conheceu, era lindo e (quase) sarado. Com o passar dos anos, deu aquela relaxada e a barriga cresceu, provocando reclamações da parceira. Para a colunista Ana Canosa, não escutar o que sua mulher fala e, principalmente, não mudar de atitude é um passo para a traição.

VINGANÇA
Sejamos justos: você traiu, ela descobriu e te perdoou. Você realmente espera que ela continue sendo fiel a você? A mulher é muito mais vingativa que o homem nesse quesito.

INSATISFAÇÃO
“No casamento é comum que marido e mulher se tornem uma espécie de irmãos, tendo menos sexo e estando mais suscetíveis a brigas”, explica Regina Navarro Lins. Por causa disso, os dois podem ficar insatisfeitos na relação e buscar em outra pessoa aquela sensação de início de relacionamento, quando tudo eram flores.

PARA VARIAR
“As pessoas traem porque querem variar, e elas gostam de ter outro toque, outra pessoa, outro cheiro”, conta Regina. A busca por alguém novo, segundo a psicanalista, é normal e – polêmica! – saudável. Regina prega que, em vez de sentirem-se traídos, os parceiros deveriam pensar se ainda se sentem amados e desejados. Se esse for o caso, é mais simples deixar passar do que tentar controlar a mulher. Você consegue?

PORQUE QUEREM
Aqui, meu amigo, os motivos são como os masculinos: a mulher simplesmente está a fim de outro cara, teve tesão. E há muito pouca coisa que se possa fazer nesse caso. De acordo com Regina, com a invenção da pílula anticoncepcional, em 1960, a mentalidade da mulher mudou. “A única razão pela qual o homem trai mais do que a mulher é porque ele está acostumado”, explica Regina. “Para eles, nunca foi possível engravidar. Já para as mulheres, antes da pílula, era inimaginável que ficassem grávidas sem saber quem era o pai. Depois da invenção do anticoncepcional, a mulher começou a se sentir mais livre para ter mais relações.”

A mulher que trai
Tem 33 anos, 1,63 m de altura, 53 kg, é casada há pelo menos sete anos, é executiva e tem um filho.
Fonte: Ashley Madison, baseado nas estatísticas de todas as inscritas

Os 3 principais motivos da traição feminina
Segundo pesquisa da VIP em 2011, feita pela internet no Brasil todo
1º Apareceu uma oportunidade e foi incontrolável
2º Estava carente
3º Vingança

Segundo pesquisa do site The Ohhtel entre suas inscritas
1º Não tem sexo suficiente em casa
2º Precisa de variedade
3º Falta de desejo sexual pelo marido

Conforme-se
Vários são os personagens que sofreram dores de corno na literatura

Madame Bovary, de Gustave Flaubert
O médico Charles dá uma vida entediante e sem alegria a Emma, que em troca lhe dá um par de chifres. Simples assim.

O Primo Basílio, de Eça de Queiroz
Jorge é um engenheiro bem-sucedido, mas uma viagem a trabalho faz com que sua esposa, Luísa, se sinta só. Aí aparece o primo Basílio e já viu, né?

Dom Casmurro, de Machado de Assis
Bento Santiago termina o livro sem ter 100% de certeza se sua mulher, Capitu, o traiu. Mas a coceira que sente na testa é insuportável.

Anna Karenina, de Leon Tolstoi

Nem a alta sociedade, um filho e o dinheiro do marido impediram Anna Karenina de ter um caso e se apaixonar por um outro homem.

Mulheres Casadas

Conteúdo VIP