Marcos Bassi, especialista em carnes, garante que preparar  uma boa costela é uma grande curtição e te ensina tudo que você precisa saber para surpreender a galera no ponto alto do churrasco. E o melhor de tudo é que você não gasta muito para ser considerado o melhor churrasqueiro do pedaço. A costela custa de 6 a 7 reais o quilo. Do que mais você precisa para chamar o pessoal  e colocar essa ideia em prática? Olha como é fácil:

1º passo – Escolher o açougue. “Estabelecimentos com cheiro de carne forte, peças muito baratas e cachorros andando por lá estão fora de cogitação”, se diverte Marcos. Escolha aquele lugar onde você conhece o açougueiro, afinal, o corte da costela é importantíssimo.

2º passo – Peça ao açougueiro de confiança o centro da costela. Esse pedaço é o melhor e pesa de 4 a 5 quilos, medindo 30cm por 45cm, mais ou menos. Se a costela tem mais do que isso, tem algo a mais nesse pedaço de carne.  Então, atenção.

3º passo – Tempere a costela com sal grosso e apenas 20 minutos antes de colocar a peça no fogo. Deixe –a perto da churrasqueira (o calor ajuda e a carne absorve o sal). Antes de colocá-la no fogo, retire todo o tempero.

4º passo – Modo de preparo: “quem faz é a brasa” e brasa boa é aquela com intensidade constante. Na parte de dentro da grelha a temperatura deve ser de 400ºC e a costela deve estar sempre a 1 metro de distância do braseiro, ou seja, lá em cima das outras carnes, que serão servidas antes, claro.  Já para Marcos, se a costela é o prato principal, os acompanhamentos são simples, legumes, salada e só. Nesse ponto, a escolha é sua!

Quer uma dica para conservar o braseiro da maneira que deve? Pegue a cinza do último churrasco (que você vai passar a guardar a partir de agora) e jogue por cima do fogo novo. Assim você não precisa jogar água, evita a fumaceira e conserva a temperatura.

5º passo – Na hora de colocar a costela na churrasqueira, deixe a gordura para cima e os ossos para baixo. Quando a carne começar a se soltar do osso é hora de virar a peça. Essa virada demora aproximadamente 5 horas e depois deve ficar mais 2 horas do outro lado. “A carne ficará macia, suculenta e crocante”, garante Marcos Bassi.

Consultoria
Templo da Carne: Rua Treze de Maio, 668, São Paulo
Tel. (11) 3288-7045 / www.marcosbassi.com.br